Internacionalização da engenharia e produção: As fábricas são todas iguais?

plants worldwideDesde a segunda metade do Séc. XX as empresas multinacionais tem deslocado parte significativa de suas capacidades produtivas para plantas localizadas fora de seus países de origem, devido à expansão do comércio internacional e à necessidade de proximidade com mercados externos. Esta distribuição de fábricas ao redor do mundo traz consequências às empresas tais como aumento da complexidade logística, redução de custos e benefícios (chamados de spillover effect) para os países hospedeiros das fábricas transplantadas. Contudo, percebe-se que as fábricas podem exercer uma variedade de papéis, que foram descritos no artigo Making the Most of Foreign Factories, escrito por Kasra Ferdows e publicado na Harvard Business Review, uma revista cujo foco é apresentar para executivos as melhores práticas de condução de negócios. Neste trabalho o autor defende a ideia que as fábricas devem exercer funções além de sua atividade primordial, que é a produção. Segundo ele, à medida que as fábricas atuam na coleta de dados sobre mercados consumidores, no desenvolvimento de novas tecnologias e de novos processos, elas trazem mais vantagens competitivas às suas organizações. De acordo com o autor, de modo a entender o papel de cada fábrica os gestores de operações industriais devem buscar respostas às seguintes perguntas:

  • Qual a razão estratégica para a localização de uma planta?
  • Qual o escopo das atividades de cada planta?

A combinação de possíveis respostas às perguntas acima gera uma tipologia, ou seja, categorias de perfis de fábricas, que descrevemos abaixo:

  1. Offshore: Este tipo de planta é estabelecido de modo a produzir com baixo custo itens que serão exportados para outras fábricas ou para consumidores finais. Investimentos em recursos gerenciais e novas tecnologias são mantidos em menor nível possível requerido para a produção. Os gerentes destas plantas raramente escolhem seus fornecedores e a logística é simples, estando além do controle dos executivos.
  2. Source: a função primária deste tipo de planta é a produção de baixo custo, porém possui papel estratégico mais amplo do que a offhsore. Seus gestores possuem maior autoridade sobre compra de insumos, planejamento de produção, mudanças em processos e customização de produtos. Plantas desta categoria tendem a ser localizadas em locais de baixos custos de produção, infraestrutura relativamente desenvolvida e oferta de mão-de-obra qualificada.
  3. Server: esta planta atende mercados nacionais ou regionais bastante específicos. Em geral, permitem a superação de barreiras tarifárias, redução de impostos, custos logísticos ou exposição à flutuação cambial. Possui um pouco mais de autonomia do que a offshore para fazer modificações pequenas em produtos e processos produtivos.
  4. Contributor: uma fábrica deste tipo também atende mercados nacionais ou regionais específicos, porém suas responsabilidades se expandem às engenharias de produto e de processo, assim como ao desenvolvimento e seleção de fornecedores. Possui competências em desenvolvimento de produtos, engenharia e produção. Adicionalmente, participa na seleção de fornecedores para toda a empresa.
  5. Outpost: a atividade primária de uma planta desta natureza é coletar informações. Ela é localizada em áreas onde fornecedores, competidores, laboratórios de pesquisa e clientes estão situados. Como a função primária de qualquer planta é produzir, toda fábrica outpost possui papel estratégico secundário que, em geral, é server ou offshore.
  6. Lead: fábricas desta natureza criam novos processos, produtos e tecnologia para toda a empresa. Este tipo de planta acessa habilidades locais e recursos tecnológicos não apenas para coletar dados para a empresa, mas também para transformar o conhecimento que ela acumula em novos produtos e processos. Seus executivos possuem papel decisivo na seleção de fornecedores críticos e muitos de seus empregados estão em contato direto com consumidores finais, fornecedores de equipamentos, laboratórios de pesquisa e demais centros de conhecimento.

A Figura 1 abaixo apresenta as seis categorias de fábricas e compara suas principais competências e papéis estratégicos.

typologyFigura 1: Perfis de fábricas (Ferfows, 1997).

É importante destacar que fabricantes de alto nível obtêm vantagens competitivas através do aperfeiçoamento dos papéis estratégicos de suas fábricas internacionais. Outra característica que merece destaque é a duplicidade de papéis exercida por algumas plantas. Por exemplo, uma fábrica por ser uma server para uma região específica e offshore para a produção de outros tipos de componentes. Esta ambidextralidade apresenta alguns benefícios, tais como a criação de uma proteção operacional contra flutuações do câmbio (fornecimento alternativo de componente crítico) e estabelecimento de barreiras de entrada contra concorrentes em um mercado específico.

Evolução das espécies

Com o tempo, as fábricas evoluem e com isto mudam de perfis. Tanto eventos internos às empresas (aquisições e mudanças do mix de produtos) quanto externos (mudança na regulação, alteração de políticas tarifárias, incentivos e desincentivos governamentais, blocos comerciais e crescimento de mercados locais) fazem com que as empresas atribuam papéis diferentes às suas plantas ao longo do tempo. Estas modificações podem levar a movimentos verticais (que elevam a contribuição estratégica da planta) ou horizontais (como a mudança de perfil de source para contributor, por exemplo).

 routes

 Figura 2: Evolução dos papéis estratégicos (Ferfows, 1997).

Ferdows propõe a seguinte trajetória para a evolução das plantas. É interessante notar que o autor não sugere mudanças horizontais na base da cadeia, ou seja, se uma planta não evoluir verticalmente, ela deverá ser fechada ou vendida.

Pergunta final: Qual seria o impacto de novas tecnologias na evolução dos papeis das plantas?

Referência:

Making the Most of Foreign Factories. Kasra Ferdows, Harvard Business Review, Reprint 97204

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s